20/09/2013 às 00:00:00

Linux Implementado de Modo Consistente nas Empresas

O Linux alcançou níveis inéditos de implementação em ambientes empresariai

A+ A-
NUREMBERG, Alemanha – 13 de setembro de 2013 – O Linux alcançou níveis inéditos de implementação em ambientes empresariais, de acordo com um estudo recente encomendado pela fornecedora de Linux empresarial SUSE®, do qual participaram executivos de TI de empresas de médio e grande porte. Os principais motivos para a adoção do Linux incluem seu baixo custo total de propriedade (TCO, na sigla em inglês), o maior desempenho do Linux, e o desejo dos clientes de evitar a dependência de fornecedores.
 
Após 21 anos desde a sua introdução, o Linux atualmente conta com ampla aceitação e confiança na grande maioria dos ambientes de servidores empresariais. Atualmente, 83% dos participantes executam Linux em seus ambientes de servidores e mais de 40% utilizam-no como o principal sistema operacional de servidores ou como uma das suas principais plataformas de servidores.
 
Além disso, o Linux é, cada vez mais, o sistema operacional escolhido para aplicações empresariais fundamentais. Muitas empresas estão executando ou planejam executar aplicações de bancos de dados (69%), armazenamento de dados (62%), inteligência de negócios (62%), gestão de relacionamento com clientes ou CRM (42%) e planejamento de recursos empresariais ou ERP (31%) em servidores Linux nos próximos 12 meses.
 
Outras conclusões incluem:
• Bancos de dados (17%) e inteligência de negócios (17%) são as aplicações mais populares executadas em Linux, seguidas por servidores web (14%), sistemas CRM (12%), armazenamento de dados (12%) e aplicativos personalizados/verticais (8%).
• Segurança, TCO e recursos de alta disponibilidade são os fatores mais significativos que influenciam os participantes a considerarem migrar suas aplicações fundamentais ao Linux.
• Ao avaliarem o Linux como uma alternativa ao UNIX, as prioridades são suporte, segurança e habilidades internas.
• Quase 60% dos participantes concordam que mudar para plataformas de software livre como o Linux garantirá que as suas organizações evitem a dependência de fornecedores.
 
“É evidente (…) que o Linux continuou a amadurecer tanto como uma base para nuvens em grande escala, quanto como um forte concorrente para o tipo de cargas de trabalho empresariais que anteriormente estavam confortáveis apenas em sistemas RISC/UNIX ou grandes sistemas Microsoft Server”, disse Richard Fichera, vice-presidente e analista principal da Forrester Research.1
 
Michael Miller, vice-presidente de marketing e alianças globais da SUSE, disse que “Nós sabíamos que o Linux tinha progredido bastante durante os 20 anos de operação da SUSE e estamos satisfeitos pelos dados nos mostrarem isso claramente. Hoje, a questão relevante não é por que ou quando você deve utilizar o Linux, é onde você deveria estar utilizando o Linux. Empresas que não consideram ativamente o Linux como a base das suas iniciativas de transformação ou modernização de data center correm o risco de ficar para trás em termos financeiros e tecnológicos”.
 
O estudo pesquisou quase 200 executivos de TI de empresas com mais de 500 funcionários. 51% dos participantes eram de empresas com mais de 5.000 funcionários. Os executivos trabalhavam nos setores de serviços financeiros, assistência médica, indústria, governo, varejo e educação. Os resultados foram compilados em abril e maio de 2013.
 
Os resultados completos do estudo estão disponíveis em www.suse.com/linux-momentum.
 

Mais Notícias

18/01/2017 às 00:00:00

Global Game Jam JP - 2017

05/04/2016 às 00:00:00

FLISOL 2016 - em João Pessoa

22/04/2014 às 00:00:00

FLISOL 2014 em João Pessoa/PB

20/01/2014 às 00:00:00

Profissionais de Segurança em (F)ALTA ?

10/01/2014 às 00:00:00

Linux Fi Campus Party

Newsletter

Receba notícias, artigos e todas as novidades sobre os cursos e treinamentos da Linuxfi direto no seu email.


Linux Fi Treinamento e Consultoria

Rua Lauro Torres, 260 - Tambauzinho - João Pessoa/PB

Tel: 83 3243-3111
Cel: 83 8831-7900

A Linux Fi é uma empresa associada ao e à